Fantasma do Meu Coração

By Débora Vicente - 23:42

 Bonitos e bonitas... como estão?  Estava ouvindo o novo CD do Luan Santana esses dias quando me deparei com uma música que me chamou a atenção. "Fantasma" com a participação da voz maravilhosa da Marília Mendonça. Ouvi a música 2x e de repente comecei a escrever sobre o que ela me fazia sentir... Olhei pra janela e estava assim (como está na foto), coloquei a música pra repetir e só parei de ouvi-la quando o texto ficou pronto (perdi a noção de quantas vezes a ouvi, rs) e então trouxe pra vocês o resultado da vibe gostosa que essa musica tem! Espero que gostem ❤️ 


Fantasma


 São 21:30 de uma terça qualquer, a última mensagem foi enviada por mim, no sábado a tarde e até agora não há qualquer (sinal de) resposta sua.
  “Ele não vai responder” meu coração alerta, mas ainda assim, a janela com seu nome continua aberta. Embaixo do seu nome continua "online" e eu... Bem, eu continuo esperando...
   Espero até que, sem perceber, o sono me domina e então você aparece. 
   Aqueles cabelos castanhos sempre arrepiados, os olhos verdes brilhando na luz fraca do sol que irradia a sala onde estamos e você sorri. Aquele sorriso que me desmonta. O sorriso que balança minhas pernas e me enfraquece. 
   Você vem em minha direção, continua sorrindo e eu não tenho ação. Minhas pernas não se movem, meu cérebro se desliga do meu corpo, meus sentidos não me obedecem e o calor dos seus braços me envolvem e aquela voz soa no meu ouvido e é como se eu desfalecesse em pé, ali, devolvendo seu abraço. 
   E então um barulho alto nos assusta, a gente se afasta, procuro seu rosto no meio da multidão, mas não tem multidão! Você sumiu, continuo a  procurar seu rosto, mas estou em meio a nada e então acordo.
   Estou desesperada, a realidade se fundiu com o sonho, procuro o celular em meio as cobertas e a sua janela continua lá... Sem resposta.
   A cortina está aberta, posso ver a chuva pesada do lado de fora e provavelmente foi um trovão que me despertara.
   “Você precisa aceitar que ele não vai voltar.” meu coração alerta novamente. Eu sei disso, coração... Meu (sub)consciente também sabe mas a saudade não aceita a perda. Ela insiste em dificultar sua partida da minha vida, insiste em te trazer para os meus sonhos. 
   Insiste em me fazer ver você em rostos aleatórios por aí. Procurar por você, procurar em cada ônibus que entro e em cada corredor que entro. Em cada esquina que viro...
   A saudade insiste em te fazer o Fantasma do Meu Coração.


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários