Páginas

Mostrando postagens com marcador Arqueiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Arqueiro. Mostrar todas as postagens

3 de maio de 2017

Resenha: Dançando Sobre Cacos de Vidro - Ka Hancock

Preparem os lencinhos, pois lágrimas irão rolar...


   Oi amores, como estão? Li este livro a mais ou menos 1 mês, acabei demorando pra falar sobre ele por conta das atividades da faculdade, mas estava ansiosa para trazê-lo a vocês, espero es estejam preparados (porque eu não estava..), bora conferir?!

"Tenho certeza de que isso soa estranho, mas olhar para mim e me ver são duas coisas muito diferentes." - Mickey Chandler

Dançando Sobre Cacos de Vidros, Ka Hancock

Título: Dancing On Broken Glass / Autora: Ka Hancock
Gênero: Drama / Páginas: 336
Editora: Arqueiro/ Ano: 2013

Sinopse: Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles.
   Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente.
   Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra, que em hipótese aluma pode ser quebrada (pelo bem do futuro dos que os cercam).
   Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor. Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.
_______________________________________________________________________________________________________


"Mickey me viu e abriu um sorriso largo. Não consegui me conter. Atravessei a rua correndo, descalça, e pulei em seu colo, enroscando as pernas em sua cintura. Que delícia! Ele me deu um beijo apaixonado e tudo parecia certo no mundo." - Lucy Houston.

   Esqueçam tudo o que vocês conhecem sobre amor ou amar, esse livro vai te dar uma visão nova sobre isso. Eu fiquei tão "mexida" com esse livro, que nem sei por onde começar.
   Eu, sinceramente não sabia o que esperar da obra quando comecei a ler. Sempre me diziam "leva os lencinhos junto do livro", mas eu (mais fria que a Elsa), nem ligava. Me arrependi de não ter pego os lencinhos, haha!
   

   Lucille Houston (ou Lucy) é principal protagonista desta trama e irmã caçula de três meninas. Perdeu o pai quando ainda era criança, ele trabalhava na Policia da cidade, a ensinou a ler e principalmente: não temer a morte.
    Alguns anos depois, sua mãe, faleceu de câncer de mama (o mal terrível que assombra a genética de sua família), tornando Lucy, aos 17 anos (pouco mais que uma adolescente), uma mulher. 
   Ela terminou a escola e foi para a faculdade. Sua irmã mais velha, Priscilla (ou Priss) é uma advogada de sucesso, saiu de casa muito cedo e já tinha sua carreira formada quando Lucy entrou para a faculdade. Lilianne (ou Lilly) é a irmã do meio e tão amável quanto Lucy, casada com o melhor amigo de infância e mora próximo a antiga casa dos pais (que ficou para Lucy).
    Quando entrou na universidade, passou a morar lá no campus, em Boston, então quase não voltava a sua cidade natal (Brinley). Mas no seu aniversário de 21 anos, Lilly preparou uma festa de aniversário para ela (e ela nem imaginava que ali sua vida mudaria).
   1998, Michael Chandler (ou Mickey) fechou um contrato no Colby's (sua casa de shows) com Lilly e ele seria o comediante para a festa. Lucy sabia que todos os que acompanharam seu crescimento estaria lá. Quando chegou, conversou com todos os convidados, um por um e em um canto, viu Priss e Mickey conversando ~flertando~, Priss lhe apresentou Mickey (e ao mesmo tempo lhe lançou um olhar feroz de "alerta"), Lucy o cumprimentou e se afastou.
   Na hora da diversão da festa, Mickey chama a aniversariante para o palco, entre uma piada e outra, uma graça e outra, Mickey beija Lucy e é correspondido, Priss fica mordida de ciumes, mas o beijo "de brincadeira", balançou Mickey Chandler (que não tirou os olhos de Lucy após essa cena).  Antes de partir, Lucy anota seu telefone em um guardanapo e entrega para Mickey, esperando que ele ligue.
   1 ano se passou. 
   Em uma certa noite, Priss bate no apartamento de Lucy em Boston e pede desesperadamente que ela a leve para o hospital. Ela descobriu uma saliência na mama (e dada a genética da família), elas correram para o hospital. 
   Tarde da noite, Lucy resolve descer a lanchonete do Hospital (e por incrível que pareça), o "Sr. Comediante" estava sentado em uma das mesas. Mickey estava no hospital porque tivera uma crise grave de Transtorno Bipolar e precisou ser internado para tratamento da mesma (o mal terrível que assombrava a sua genética.)
   Mas isso não impediu os sentimentos. E a partir dali, tudo entre eles mudou. Em 14 de Agosto de 2000, Lucy Houston e Mickey Chandler estavam casados.
   Para a boa convivência do casal diante dessas complicações na saúde de ambos, eles fizeram uma lista (da qual cumpriam a risca) e quando Lucy quase perdeu a batalha para o câncer, eles acrescentaram mais um item a ela.
   É 0 11º aniversário de casamento de Mickey e Lucy. Ela está em mais uma consulta preventiva de rotina e ele está internado por ter tido mais um crise Bipolar. Lucy recebe uma notícia e, mais uma vez, sua vida inteira vai mudar (e a de Mickey também).
_______________________________________________________________________________________________________

  Olha, nem parece ser o 1º livro da Ka, ela acabou, detonou e arregassou meus feelings (pobres sentimentos).
   Lucy não teve somente o amor de Mickey (que foi um amor lindo), o amor que suas irmãs tinham por ela também era lindo e o amor dos vizinhos vizinhos e amigos que as viram crescer. Foi uma visão realmente maravilhosa sobre o amor. Amo conjugal, amor familiar, fraternal e principalmente, o amor maternal, esse foi o mais lindo (e paternal também) que o livro mostrou. Foi uma visão otima também sobre o Transtorno Bipolar (muita gente brinca que o amigo é Bipolar, mas é algo bem sério). E sobre o câncer e também sobre a morte. A maneira como a Lucy enfrentou o câncer, foi maravilhosa.
   O livro é composto pelo Prologo + 36 capítulos + Epílogo. Os capítulos que falam sobre o passado do casal, vem datado. Os capítulos, são narrados em primeira pessoa, inicialmente pelo Mickey, depois pela Lucy. No Prólogo, a narração é exclusiva da Lucy. A partir do capítulo 32, a narração é exclusiva de Mickey.
   Quem já é casado, vai se identificar muito com inúmeras partes do livro. Eu separei muitos trechos do livro que me cativaram, mas não vou deixar todos aqui (até porque, haja espaço, né!). Mas vou deixar os meu preferidos:

"Seu sorriso é meu arco-íris; seu riso, meu lar; seu toque, meu paraíso."
"Todo casamento é uma dança: complicada as vezes, maravilhosa em outras. Na maior parte do tempo não acontece nada de extraordinário. Com Mickey, porém, haverá momentos em que vocês dançarão sobre cacos de vidros. Haverá sofrimento. Nesse caso, ou você fugirá ou aguentará firme até o pior passar."
"Descobri que a realidade é muito mais cruel que a loucura. A loucura pode ser medicada, reduzida, sedada." - Mickey Chandler 
"A verdade é que acho que amei Mickey desde o momento em que o vi. Graças a Deus, porque agora não consigo me imaginar amando - ou sendo amada por - outra pessoa. Apesar dos reveses, sei que escolheria Mickey de novo." - Lucy Houston.
  ______________________________________________________________________________________________________

Bem amores, por hoje é isso. Espero que tenham gostado e se aceitarem a indicação (porque SUPER índico), espero que gostem do livro tanto quanto eu gostei.
Beijos e até o próximo post ❣